TAP Portugal  
 
 
 
 
2017-04-03 Seis Chefs levam o melhor de Portugal ao mundo TAP com estrelas Michelin a bordo

Compromisso TAP “TASTE THE STARS” 

 

Henrique Sá Pessoa, José Avillez, Miguel Laffan, Rui Paula e Rui Silvestre, cinco Chefs portugueses distinguidos com estrelas Michelin, juntam-se a Vítor Sobral para uma experiência de sabores de excelência a bordo dos aviões da TAP. 

A TAP associa-se a cinco Chefs com estrelas Michelin para, em conjunto com o Chef Vítor Sobral, consultor gastronómico da Companhia, enriquecer ainda mais a experiência de viagem dos seus Clientes. A Empresa reforça assim a sua missão de embaixadora de Portugal no mundo, dando a conhecer os sabores portugueses pela mão dos mais conceituados Chefs nacionais.  

A partir de setembro, todos os meses estará a bordo a criação de cada um dos Chefs Michelin que aceitaram este desafio: promover o melhor da gastronomia portuguesa.

“Portugal é muitas vezes apresentado nos grandes Media internacionais como ‘o segredo mais bem guardado da Europa’. O compromisso que a TAP hoje reforça com este anúncio é bem claro: vamos fazer tudo o que está ao nosso alcance para que Portugal deixe de ser um segredo”, revelou Fernando Pinto na apresentação oficial deste projeto que decorreu no Palácio Pimenta, em Lisboa.

Segundo o presidente da TAP, este compromisso conjunto com os seis Chefs “vai permitir que mais pessoas vivam a experiência da excelência gastronómica e se apaixonem por Portugal: pelos aromas, pelos sabores, pelos vinhos, pela gastronomia e pela cultura”. 

“A TAP, como os portugueses, tem uma paixão enorme por Portugal. Não só trazemos o mundo a Portugal como, connosco, esta paixão não conhece fronteiras e vamos levá-la a todo o mundo”, concluiu Fernando Pinto.

No âmbito do projeto, que dá pelo nome “Taste the Stars”, a TAP dará ainda voz a outros talentos da gastronomia – jovens recomendados pelos Chefs da TAP, que poderão apresentar as suas criações e sugestões para o serviço a bordo. 

A TAP transporta anualmente cerca de 12 milhões de passageiros e está em franco crescimento. Em 2016, serviu a bordo dos seus aviões 14 milhões de refeições, perto de 2 milhões de litros de água engarrafada e 1,7 milhões de litros de sumos e refrigerantes, quase 37 mil quilos de café, 175 mil litros de cerveja e 1,2 milhões de garrafas de vinho nacional, constituindo-se desta forma como a maior montra da gastronomia e dos produtos portugueses e da sua degustação.

A companhia possui uma forte presença internacional, sobretudo em mercados tão importantes como os Estados Unidos da América ou o Brasil, mas também em vários países da Europa e África, e uma máquina de comunicação poderosa que, além da publicidade, inclui sistemas de entretenimento a bordo, a revista de bordo UP Magazine, uma rede alargada de canais de comunicação digital (flytap.com, newsletters, membros do programa Victoria, redes sociais, entre outros) e uma grande exposição mediática.

Com programas como o “Portugal Stopover” ou o “Abraçar Portugal”, a TAP assume de forma cada vez mais profunda a sua portugalidade e a promoção do que é nacional.

O “Taste the Stars” é mais um dos compromissos assumidos pela TAP para dar a conhecer o melhor de Portugal ao mundo. Em conjunto com alguns dos mais reputados intérpretes da gastronomia portuguesa, a TAP, reconhecidamente uma das maiores promotoras e embaixadoras de Portugal, dos seus destinos turísticos, da gastronomia, vinhos, património, tradições e cultura, vai contribuir para a valorização e notoriedade a nível mundial deste valioso e inigualável património.

Brevemente, a Companhia aérea nacional vai também revolucionar a sua carta de vinhos, num novo modelo de seleção que vai dar também oportunidade a pequenos e médios produtores portugueses que pretendam promover internacionalmente os seus vinhos.

Com o projeto “Taste the Stars”, os chefs Henrique Sá Pessoa, José Avillez, Miguel Laffan, Rui Paula e Rui Silvestre, vão criar refeições para os passageiros da TAP, descobrir, promover e incentivar novos talentos da culinária portuguesa, reinventar a utilização de produtos das várias regiões nacionais nas refeições de bordo, participar em eventos nacionais e internacionais da TAP (em Nova Iorque ou S. Paulo, por exemplo) de promoção da gastronomia portuguesa. Adicionalmente, os restaurantes dirigidos pelos chefs passam a fazer parte do Stopover.



Sobre os Chefs:

Vítor Sobral

Uma das maiores referências nacionais; o cozinheiro que transformou a cozinha nacional. Dispensa grandes comentários quando é o único Chef português comendador. É o rosto à frente do grupo português com maior internacionalização. Conta com espaço em Portugal e no Brasil, onde apresenta a cozinha portuguesa de forma consistente. Foi um dos profissionais que revolucionou não só a cozinha, como a própria restauração nacional. 

José Avillez

No Belcanto, distinguido com duas estrelas Michelin e considerado um dos cem melhores restaurantes do mundo pela prestigiada "The World's 50 Best Restaurants List", José Avillez oferece uma cozinha portuguesa revisitada num ambiente sofisticado que ainda mantém um certo romantismo do antigo Chiado. Esta é a cozinha que verdadeiramente o identifica e que expressa a sua evolução criativa;

Rui Silvestre

A sua força, determinação e profissionalismo ficam bem demonstrados quando aos 29 anos ganha sua primeira estrela Michelin, no restaurante Bon Bon, em Carvoeiro, Algarve. Dotado de uma linguagem gastronómica com fortes bases de técnica francesa, transforma, de forma atrevida, ligações improváveis em pratos emocionantes e cheios de sabor. Acredita que os produtos de proximidade, criteriosamente selecionados, conferem diferença a cada prato e, em conjunto com a sua arte, surgem de forma memorável.

Miguel Laffan

Trabalha de forma emocional a sua cozinha. Apaixonado por sabores asiáticos, mistura-os de forma inusitada com os sabores nacionais. Miguel Laffan encontrou no Alentejo, no L’AND Vineyards Wine Resort, o seu terroir, e no restaurante L’AND desde 2011, o projeto perfeito para fazer desenvolvimento da sua cozinha de linha de pensamento, criando uma linguagem gastronómica única. 

Henrique Sá Pessoa

Para Henrique Sá Pessoa há apenas a cozinha boa e a cozinha má. A sua define-a como uma cozinha de sabor: gosto refinado, técnica perfeita e produto excelente. A base da sua filosofia gastronómica está nas suas influências e referências: as viagens pelo mundo, a paixão pela Ásia, o conhecimento da cozinha tradicional portuguesa, a vida em Lisboa.

Rui Paula

Rui Paula, transmontano de raiz, tem no seu espaço do restaurante Casa de Chá da Boa Nova, na Leça da Palmeira num edifício de Siza Vieira junto ao mar, a aposta que lhe valeu a sua primeira estrela Michelin. Este projeto aposta na alta-gastronomia e nas técnicas internacionais de cozinha, fruto dos muitos anos de experiência do Chef e dos vários estágios realizados por ele e pela sua equipa em restaurantes de prestígio a nível mundial.

 

Vídeo com os chefs TAP: